sexta-feira, dezembro 16, 2005

Não há derrotas neste quartel!

O interesse pela política começa a aumentar. Tenho-me deparado cada vez mais com conversas cruzadas de café e discussões de corredor, entre jovens e velhos, velhos e jovens, jovens e jovens e nem tão jovens nem tão velhos. Na verdade esta eleição presidencial tem servido para demonstrar de que forma a cidadania passa também pelo interesse nas questões de estado. Isto porque o populismo mais baratucho tem andado arredio, não que não haja laivos da coisa em quase todos os candidatos, mas o pormenor não se tem sobreposto ao essencial. Assim o murro no braço do Soares, o carro do parlamento que o Alegre usa em campanha, ou o chega para lá ao Marques Mendes que lhe deu Cavaco, não tem sido suficiente para alimentar as capas sensacionalistas.
Creio que os tempos que virão serão de uma muito maior participação pública e por inerência nos partidos. É que se esgotaram as figuras que possam com a sua liderança disfarçar a necessidade de apresentar novos projectos, da direita à esquerda, onde tanto Ribeiro e Castro como Jerónimo são lideres sem chama, passando pelo apagado Mendes e pelo já muito desgastado Louçã.
Sócrates não tem adversários ao seu nivel, nem tanto pelo patamar de elevação política que atingiu, mas sim pelo desfazamento existente nos outros partidos. É por essa razão quem nem sequer perdeu as autárquicas e seja qual for o resultado não perderá as presidenciais.

5 comentários:

Incorente disse...

- a copiasinha do Xoke tecnologico Espanhol
- a OTA em detrimento de algo ke não temos - o TGV
- a cara de pau de chamar aos contribuintes portugueses mentirosos , obrigando toda a sociedade a pagar pelos erros de fiscalização do Governo
- a surdez em relação à voz do povo
- a mentira , o aumento de impostos directos
- os 100 mil postos de trabalho ke promete para um ano em ke ele já não estará no governo

A politica de Socrates será marcante, não pelos seus feitos , mas pelo ultimo credito dado ao seu partido

é ke o povo já sabe ke no PS «não há lugar para mulheres divorciadas» vale tudo, para se manter o poder das uniões....

António disse...

Estes quadros partidários continuam a leste da realidade: Sócrates vai de derrota em derrota até à derrota final. Entretanto vai promovendo uma sessão de powerpoint de seis em seis meses. Qual será a próxima? Um avião estratosférico para 2032?
O homem morreu no norte. Pena é que quem vai beneficiar é outro que também usa uns centralistas óculos penafidelenses: cavaco Silva.

Pedro Soares disse...

Caro Avelino,

Concordo inteiramente. Eu até estava de pé atrás em relação ao Eng. Sócrates. Mas o homem até admite erros como no caso dos exames de Português do 12º ano. Os boys incompetentes ainda proliferam e asneiras como o TGV também. Mas não me venham com os chorinhos que o Norte é um coitado, mais isto e aquilo... Vamos fazer bem o que sabemos fazer como o fazem os homens e mulheres do Norte de sucesso, que aqui e lá fora dão cartas, sem necessitarem de passar o dia a carpirem e dizer mal de Lisboa. Sejamos exigentes connosco próprios.O resto são desculpas.

Anónimo disse...

Felizmente os restantes lideres (independentemente das discordâncias) não são arrogantes, autoritários e autistas como o Engº Sousa (isto é o Engº José Sócrates Pinto Sousa). E principalmente não estão sempre aos gritos a ralhar com o país.

José Manuel

Incoerente disse...

pois é ke para o Porto é tudo dado e para Lisboa é merecido, nos aki não pagamos impostos , nos aki temos ke nos reduzir à nossa insignificancia , e não protestar porke se não parecemos carpiadeiras ... é ...

há ke investir em Lisboa para cobrir os prejuizos a norte, se não fosse Lisboa e a centralidade a manter o Norte de Portugal, há muito ke o Porto pertencia á Galicia...

temos ke ver ke o nivel de desemprego cá do norte custa muitos milhares ao país,

os portuenses devem sentir-se envergonhados de cada vez ke mordem a mão ke lhes dá o pão, devem agir com calma e a humildade de kem anseia ke Lisboa nos perdoe esta divida , esta divida ke cresce de cada vez ke o Porto perde uma oportunidade de se desenvolver - esta divida eterna, impagavel ...

Mais ... nós temos ke agradecer em particular ao Socrates pela Ota , a OTA irá render o suficiente para pagar os fundos de desemprego a norte, a OTA salvará a gente do Norte desse enorme prejuizo ke seria o TGV Porto Vigo,

e o aumento de impostos é para todo o país , e Socrates não tem culpa nenhuma , ke a norte os odenados sejam mais baixos.