segunda-feira, dezembro 05, 2005

por razões óbvias

Preferencialmente, não está na génese deste blogue nenhuma posição interna partidária. Mas muitas vezes cada um coloca os seus argumentos e aproveita o espaço para falar abertamente da lógica orgânica partidária – no caso, a do PS Porto. E isso é positivo.
Assim, não tem sentido que sejamos esquivos perante a visibilidade dos nossos actos enquanto políticos. Vêm isto a propósito de uma noticia ontem no jn, onde se fazia publicamente saber o que internamente já todos sabiam: irei estar envolvido num projecto político de combate à liderança do PS Porto., dizendo melhor, há um conjunto de gente com muito passado e com muito futuro que estará envolvido na construção de um projecto que procure melhorar e incentivar o PS no Porto.
Em primeiro lugar é justo que também aqui no Sede se compreenda a liberdade de opinião e que o facto de existir um ou dois que se dispõe a qualquer acção política, ela não compromete nenhum dos outros. Em segundo recordar que o PS está envolvido nas eleições presidenciais, cujo objectivo não é fácil de alcançar, mas merece o nosso esforço, pelo que não é ainda o momento de concretizar o conteúdo político interno que desejamos.
Mesmo assim, sem precisar de acrescentar muito mais, devo dizer que as razões que sustentam a candidatura são as óbvias.

5 comentários:

AM disse...

Avelino

Boa sorte para este projecto.

AMNM

João Morais disse...

Avelino, espero que encontres ventos favoraveis.

João Morais

Vieira Alves disse...

Não o conhecendo pessoalmente, nem tendo ouvido nada a seu respeito, para além do que escreve neste blogue, saúdo a vontade de romper com o "establishement" que "polveia" o PS-Porto.
Talvez encontre razões para não me afastar definitivamente da militãncia local.
Vitor Vieira Alves

Incoerente disse...

O ke lhe desejo Avelino é ke mantenha a coragem, ke demonstrou nos ideiais desta candidatura.

Teófilo M. disse...

Sorte e firmeza Avelino, porque o PS do Porto, mais parece uma região feudal, tantos os suseranos e vassalos que por lá andam.

O PS-Porto, só quando se identificar com a cidade e com os seus anseios sairá da mediocridade de onde nunca quis sair.

Feche-se a agência de colocações e avance-se rumo a uma cidadania responsável, é o qie é preciso.