quarta-feira, maio 03, 2006

Ainda bem que é só lá...


Segundo o Expresso online:

“O Conselho de Jurisdição do PSD rejeitou a candidatura de Pereira Coelho às eleições directas e, dado o «elevado número de assinaturas falsas» detectado, ordenou a instauração de um inquérito e o envio dos documentos à Polícia Judiciária.”

(Ler tudo que vale a pena)

Em mais esta história triste, que tão bem faz à credibilidade desta nossa “democracia”, sirva ao menos de consolo o facto de sabermos, sem sombra de dúvida, que “gente desta” só pode mesmo existir no PSD e que, ao menos, quando estas situações ocorrem são de imediato detectadas e denunciadas à comunicação social e à Polícia Judiciária.

"Gráças à Deuzzzz"

António Moreira

4 comentários:

maloud disse...

O que eu li que mais me impressionou foi que "este homem podia vir a ser nosso 1º ministro".

AM disse...

Viva Maloud

Até que enfim :-)

Não é que eu estava a ver que esta "posta" não ia ter direito a um único comentário....

Há coisas....

AM

Angie disse...

Eu não venho aqui como membro do "cá" ou do "lá".
Infelizmente, também já deixei há muito de acreditar naquela ideia cor de rosa de que os maus estão sempre nos sítios onde nós não estamos. Qual quê. Basta conhecer o poder local por esse país fora (e falo do local-profundo...)para perder qualquer ingenuidade.

Mas só vos digo: como a peça em causa é cá do sítio, conheço-a bem.... E não pode haver pior do que aquilo, do princípio ao fim da sua história política.
Mas, claro: ele só podia (tentar) emergir na vigência de 1 vazio de concorrência como o que existe actualmente, e é típico de um partido que acaba de sair do governo.

Ou vocês não se lembram já daquela triste figura do Penedos (filho)?!!!!
E olhem...não me puxem pela língua quanto à biografia....

AM disse...

Cara Angie

Nem que viesse como membro do "cá" ou do "lá" o importante é que apareca e comente.

Pensei que a "Angie" já tinha entendido que eu também não sou de "lá" nem de "cá".

E mais ainda, pensei que ninguém ia entender que eu acho mesmo que "“gente desta” só pode mesmo existir no PSD e que, ao menos, quando estas situações ocorrem são de imediato detectadas e denunciadas à comunicação social e à Polícia Judiciária."

Era bom era...

AM