quarta-feira, agosto 03, 2005

Artigo da Alegrete!

Todos sabem que não sou fã da Helena Roseta. Hoje ela no público escreve um artigo a criticar Mário Soares.
Ela relembra a MS que foi por sua causa que foi expulsa do PSD, ou seja atira à cara uma coisa onde ela optou e se o fez despretensiosamente não se justifica agora reivindicar o contrário. Depois critica o apego ao poder?????
Apego ao poder? Ela? Criticar? Então se achou normal acumular o lugar de bastonária com o de deputada e ficou chateada por ao fim de décadas não a apresentarem nas listas?
Quer dizer que se fosse convidada não aceitava?

E finalmente veio falar de uma espécie de traição de Soares a Alegre! Ora bem, aqui é que me mato a rir. Em primeiro lugar a senhora tem a memória curta e não se lembra da prenda que Alegre deu a João Soares candidatando-se depois deste, rebentando com a linha soarista na corrida ao PS. O resultado foi a completa ausência de membros nos órgãos do partido. Ainda por cima é do tipo, "olha para o que eu digo e não olhes para o que faço", pois se todos soubessem a "sacanice" politica que a senhora fez na Ordem dos Arquitectos para continuar no poder, não lhe aceitavam o desplante. A Helena Roseta representa o lado pior do PS, aquele que reivindica o património de Abril sempre com o olho nas piores coisas e nos piores princípios.

Já agora a senhora podia era vir explicar como está o 73/73, com o direito da arquitectura para os arquitectos, podia dizer que iniciativas tem sido feitas em defesa dos concursos públicos e da tabela de honorários dos profissionais, e já agora o que diz da forma como a obra do Metro vai sendo feita por dois dos seus membros e amigos sem prestarem contas a ninguém.

Com tanto em que pensar, deixava o Soares continuar, tanto que toda a gente sabe que o sonho da dama era ocupar-lhe o lugar.





4 comentários:

fortuna disse...

É pá, Grande Avelino, até me levantei para aplaudir de pé.

antónio disse...

este post é "política" com letra pequena

avelino disse...

Porquê com letra pequena? Quer dizer que escrever no publico para estar em todos os noticiários é letra grande e depois revelar-se as carecas dos meandros das actividades publicas que cada um representa não é?

Pedro Aroso disse...

Tive oportunidade de lidar de perto com a Helena Roseta quando fazia parte do Conselho de Delegados da Ordem dos Arquitectos. Confesso que fiquei surpreendido com o seu empenhamento, capacidade de trabalho, objectividade e isenção partidária. Consequentemente, não posso estar de acordo com o post do Avelino. Devo sublinhar ainda que não fazia parte da sua lista.