terça-feira, agosto 09, 2005

Rosa do Aleixo

Rosa do Aleixo desiste da sua "candidatura" à Câmara do Porto e pede a todos apoio para derrotar a direita. A comendadora estará ao lado de Francisco Assis. Faz muito bem, aliás já foi vista muitas vezes em iniciativas de campanha. E faz muito bem Francisco Assis em receber com alegria esse apoio pois ele vêm de quem conhece bem as populações.
No entanto, não vale afirmar a independência total da politica, pois sem pôr em causa o meritório trabalho voluntário que existe espalhado pelos bairros da cidade, julgo que estes devaneios politicos descredibilizam o desprendimento com quje se desenvolvem projectos de solidariedade.
Às vezes é assim, às vezes é assado, sendo que os partidos não são a Igreja Maná onde todos vêem procurar qualquer coisa de extraordinário, antes deveriam trazer qualquer coisa de bom, porque um dia destes tocam à porta do outro com a mesma cara. E isso já não está tão bem, pode-se , faz-se, mas já não é tão legitimo.


2 comentários:

Incoerente disse...

Oh mais uma desilusão , atão a Srª Rosa ke ia transformar o Aleixo na nova Baixa do Porto, ke ia criar zonas de acesso parkeamento, zona industrial , apostando no negocio tradicional da Zona, a Srª D.ª Rosa ke se ia candidatar com o unico pretexto do Bairro onde Mora, essa Sr.ª com objectivos tão bem traçados , ke tinha hipotese de ganhar na primeira volta eleitoral - vai agora juntar-se a Assis? Para ke? Será ke vão formar o comando dos sem Hipotese?


Seja como for desta vez Rui Rio foi derrotado só no bairro moram ou permanecem milhares de Portuenses, juntando a esses os primos do São João de Deus, xi, espera-se grande enchente nestas eleições ...

antónio disse...

A senhora Rosa é uma profissional destas coisas; ela e o marido (o tipo à direita do Rio, eleito para a Junta de Lordelo pelo PSD); lá se vai cavalgando a onda do momento; faz-se o que se pode...
Já agora, a senhora Rosa já não mora no Aleixo há mais de 5 anos: mora nas Condominhas e se quiser pode comprar a casa ao Rio; isto se, por acaso, não comprou ainda.
Quanto ao Aleixo: cara incoerente, julgo que o Rio até é capaz de ser popular no Aleixo. Afinal ele não demoliu o bairro nem manifestou essa intenção, contrariamente ao Nuno cardoso. C'est la vie!