sexta-feira, agosto 19, 2005

Gaspar e Catarino

No PS em tempo de campanha alguns acertam agulhas para o "day after" - leia-se after 9 de Outubro. No Porto está longe da paz a convivência das diferentes forças. Hoje no JN lê-se isso mesmo.
Na verdade acho que isto advêm somente das listas, eu sempre defendi o principio democrático no interior dos partidos, odeio cheques em branco, listas feitas ao telefone e num qualquer gabinete, critérios de secções que não existem.
O que todos não sabem é que às vezes nos partidos há pessoas que querem acumular todos os cargos possiveis, assim de certeza que nalgum deles ganham.
Um partido como o PS precisa de uma profunda reflexão geracional! Ainda que seja geracional nas ideias e nos principios. A média de idades, ideias e actitudes é velha demais. Aqueles que defendem o património de 30 anos de militância não entendem que desbaratam essa memória ao arrastarem-se envelhecidamente no poder.
É preciso realmente novas energia.

E já agora - Oligarquias não!

5 comentários:

Pedro Aroso disse...

Caro Avelino

Estou inteiramente de acordo! E é caso para perguntar se o mesmo raciocínio não deveria aplicar-se à candidatura do Dr. Mário Soares...

Pedro Aroso

AM disse...

Ó Avelino

Só lhe ficava bem algum respeitinho pelos mais velhos....

Ora esta

:-)
AMNM

avelino disse...

Caro colega,
Vejo que à falta de um espaço igualmente participativo no seu PSD, o Sede lhe permite dar as bicadas apetecidas.
A minha referência tem tudo menos qq relação com o Soares, que promoveu todos os que lhe sucederam. Foi pela mão dele que todos vieram para a politica e com ele atingiram derrotas e grandes vitórias.
Foi tudo menos oligarquia, ou critéiro menores na escolha de pessaos que o acompanharam.
E já agora tem ideias bem mais modernas que a maior parte daqueles que o criticam, mesmo os que só tem menos uns anitos que ele. Como é o caso do seu amigo RIo (que reivindica as aulas de pintura do colégio alemão).

Pedro Aroso disse...

Meu caro Avelino

Não sei porque motivo você fala no "meu PSD":
1.Eu filiei-me no PSD em 1974, inclusivamente já fui vereador na Câmara Municipal do Porto eleito pelo PSD, mas actualmente não tenho qualquer vínculo com o partido, nem sequer estou filiado.
2. Em relação ao meu amigo Rui Rio, é verdade que sou seu amigo, mas isso nunca me impediu, ou inibiu, de o criticar publicamente, como pode facilmente comprovar através da consulta do site da CMP ou do blog "Baixa do Porto".
3. Pode pensar aquilo que quiser, mas o meu comentário anterior não teve a intenção de infligir qualquer bicada.
4. Aproveito para o felicitar a si e ao Partido Socialista pela criação deste blog.

Um abraço
Pedro Aroso

Vieira Alves disse...

E será possível alterar o estado das coisas?
Não creio! Assis venceu com esse discurso e viu-se o que aconteceu: Depois de Felgueiras foi um ar que se lhe deu. Os Gaspares, Narcisos & Cª continuam a minar e proliferam.