quinta-feira, julho 28, 2005

Unir o que está disperso

Este bem poderia ser o grande o objectivo da candidatura de Guilherme Pinto a Matosinhos.
É certo que esta é uma frase mais recheada de hermetismo do esquadro e compasso, mas após a decisão da Direcção Nacional é hora de unir esforços e potenciar uma candidatura ganhadora, permitindo e capacitando matosinhos para mais quatro de governação à esquerda, por muito que isto doa a outras esquerdas.
Um pacto de valor e consideração são necessários em nome de um comjunto de políticas que já fizeram hsitória, não só no cobncelho mas em Portugal.
O PSD, com certeza, esperava, mais um bocadinho, a divisão, felizmente ninguém lhes ofereceu esse espectro, agora é tocar a reunir, ou melhor, umir o que está disperso.

Joaquim Paulo Silva, Livre Pensador e Militante Socialista

5 comentários:

Incoerente disse...

A cidade de Matosinhos tem potencial, para em poucos anos suprimir o sucesso do Porto

- Matosinhos apenas precisa de ar fresco, de novos horizontes, dum arrebate novo, ke mantenha a funcionalidade mas ke acarrete algum dinamismo

- Urge criar Politecnicos em Matosinhos , ou centros de ciencia e investigação, as empresas sedentarizadas tem ke ser animadas, polos de emprego e sutentação, de forma a ke a cidade não se limite a ser dormitorio

- As praias de Matosinhos tem ke ser projectadas alem fronteiras


e agora tou chocada, estão aki a azukrinar-me a cabeça, por causa da injustiça no Bolhão, dizem grande injustiça, falta de aviso, etc... por isso volto a Matosinhos mais tarde

Tribuna Socialista disse...

O PS falhou, agora em Matosinhos, a possibilidade de RENOVAR e de se afirmar com um projecto autarquico mais democrático, quanto à participação cidadã, mais socialista, quanto ao sentido do desenvolvimento.
Guilherme Pinto é uma espécie de "Narciso II, sem Narciso", ainda por cima, imposto aos militantes do PS em Matosinhos. ESta é que é a realidade!!
Os apelos "à união" cheiram a ... disciplina partidária! A unidade cheira a unicidade ...
Encontrar-nos-emos na campanha eleitoral!!

fortuna disse...

O Guilherme é bom camarada,
O Guilherme é bom camarada,
O Guilherme é bom camarada...
...vai correr tudo à...

Anónimo disse...

Mas tem que ser de manhã, porque a seguir ao almoço o Guilhereme vê tudo a dobrar e fica muito mais dificil de unir seja o que for...

O Guliherme é fixe (hic!..)
O Guliherme é fixe (hic!..)
O Guliherme é fixe (hic!..)
O Guliherme é fixe (hic!..)

Anónimo disse...

Caros Tribuna Socialista

Sem dúvida que outra poderia ser a solução. Mas foi aquela qeu foi decidida, na avocação do processo á Direcção Nacional.
Não é uma questão de disciplina, mas de coerência, podemos discordar, mas somos socialistas e democratas...
JPS