terça-feira, novembro 29, 2005

Quem quer ser respeitado...


Dá-se ao respeito:
E este comunicado do CDS/PP é tudo menos respeitável.
Uma vergonha, ou melhor
UM NOJO
António Moreira

6 comentários:

Incorente disse...

fica mais uma vez provado ke os grupos ultraminoritarios são actualmente os responsaveis pelas pressões ao governo e pelo descalabro nacional,
basta ver ke os investidores da OTA correpondem a menos de 0.002 da população e nem por isso os seus pedidos deixam de ser atendidos

fortuna disse...

Eu muito gostava de ter este sentido de oportunidade da nossa incoerente.
O Moreira faz uma posta catita e ela, zás, não perde tempo,está logo em cima. A maior parte das vezes com graça. Só nas questões da reabilitação urbana é que perde um bocado o tempero.

Incoerente disse...

é bem verdade, a Reabilitação Urbana, os Bairros Sociais e o Moreira são temas ke me tiram do serio...

penso ke se refere ao post da SRU , ke não comentei aki e mesmo assim aproveitei a base para dar opinião noutro local sem fazer kalker referencia aki ao SEDE...

fi-lo apenas pk não me senti à vontade para contrapor ou comentar, de forma directa, alguns dos seus argumentos .

é verdade, lamento, mas da proxima peço-lhe autorização e não perco a oportunidade de lhe fazer um desafio.

na altura hesitei bastante em escrever , fikei na duvida se haveria de comentar, se haveria de lhe fazer referencia ...
enfim, para mim isso já é um assunto mais serio, a politica não terá grande volta , mas a reabilitação ainda agora começou ...

enfim desculpe.

AM disse...

O Fortuna dá-lhe gás, agora avenha-se com ela, que eu vou ali e venho já....

AMNM

Duarte disse...

Normalmente a razão está do lado das minorias, e no caso das ultra minorias. Quanto ao post propriamente dito está ao nível da esquerda, ou seja ausência total do mesmo!(para preceberem refiro-me ao nível)

antónio disse...

Eu cá estou à espera que o governo derrube duma vez por todas o Cristo Rei de Almada. Afinal é em Lisboa onde habitam mais muçulmanos; e eles não devem ser obrigados a ter que aturar todo o santo dia a imagem de Issa com os braços esparramados.