quarta-feira, junho 22, 2005

A Europa, exclamação ou interrogação?

A discussão com incidência nas autárquicas está a relegar para plano secundário a profunda crise que se alstra rapidamente na Europa.
O aviso de freitas deixa-nos pessimistas sobre o rumo de uma Europa federada com forte coesão económica e social.
Ontem perceberam-se pelas descrições do actual ministro, mas também nas declarações de Schroeder que o comportamento de Blair foi lamentavel. E assim se vão dando pequenos empurrões para um perigoso declive da UE.

2 comentários:

Fortuna disse...

Caro SEDE, esta agora é que eu não percebi... Vais ter que explicar isso melhor.

fortuna disse...

Esta fotografia foi tirada no exacto momento em que o homem da gabardine se revelou. Os jornalistas não chegaram a ver nada mas o nosso ministro não conseguiu disfarçar o terror estampado na face. A barbela continuou flacida, mas tensa, em simultaneo. esta dupla capacidade, verdadeiramente paradoxal, não está ao alcance de qualquer barbela. Revela uma gravidade unica, mesmo para alguem que se sente à vontade com o mundo da realpolitik.