terça-feira, junho 21, 2005

PSD a mais

No "post" de Pedro Aroso no "Baixa do Porto" sobre o encontro a propósito do urbanismo promovido pelo Francisco Assis, e aparecido no "Comércio" de hoje, o apoio do autor ao Arq. Gomes Fernandes, como única coisa decente do evento, foi comovedor, mas faltou atacar a falta de qualidade do ar da sala, a presença de três ácares no canto superior esquerdo do estrado, e a de um vírus distorcedor do som nos microfones, condições que não lhe permitiram assimilar o que foi dito. E faltou, claro, assinar, PSD.
Como é comovente este tipo de objectividade, neutralidade e independência! Nestas alturas, aliás, quando chove, é o Céu a chorar!
E se houvesse uma só ideia na crítica, em vez do facciosismo político-partidário do bota-abaixismo rasca? ( Para não entrarmos na psicologia da invejolice, essa mesma, a lusa)
Até porque se fica à espera do sumo da sumidade. Ou seja de perceber em que é que o ditíssimo demonstra a sua superioridade crítica sobre o Arq. Correia Fernandes, Manuela Juncal, Burmester e sobre o Prof. Eng. Paulo Pinho a quem se atreve a colocar um ponto de interrogação. E o que haveríamos de colocar ao Sr. Aroso?
Há muitos anos havia por aí um bom-homem a quem chamavam o "Ideias". Infelizmente só ficaram os Sem-Ideias que, para esconderem a nesciência própria, arrasam tudo o que se diz para parecer que eles diriam melhor o que afinal não dizem.
Somos um povo de truques mas os da Guerra Junqueiro além de mais são velhos. Demais.

18 comentários:

fortuna disse...

Eu não diria melhor, nem por sombras...

avelino disse...

Em primeiro lugar consta que o Arquitecto em causa já não envia aqueles sms a convocar manifestações para a Batalha a defender o Santana a Primeiro Ministro, numa tentativa palhaça de pressionar o Presidente Sampaio. Nem sequer justifica a história ridícula da árvore que mandou cortar na Corujeira por força da sua bela arquitectura. Nem sequer fala das suas desequilibradas opiniões sobre o Porto.

Anónimo disse...

Como nem sequer se pode queixar do excesso de pêlo a tapar os orifícios auriculares, de certeza que devem ter sido as incomodativas ventosidades a nascer onde não se possa fazer a barba que o impediram de perceber que o Alexandre Burmester falou das dificuldades que assolam quem na sua profissão tenta aplicar o PDM e os Planos e regulamentos subsequentes. E então não percebeu o mesmo a defender uma muito maior diversidade na baixa, solicitando que se deixe construir na baixa, com os estigmas museulógicos da pura recuperação de fachadas.

Anónimo disse...

A aridez - ou como a falta de cabelo também tem influência no cérebro.

Incoerente disse...

Hey Voces pagaram na mesma moeda , assim não vale
queiram por favor informar quais as sugestões relevantes do debate e porque ...

A questões capilares devem ser tratadas no site do Jorge Lima

Ah e como há muito não falo disto - Quê do programa eleitoral?????

avelino disse...

Ó cristina,
O antónio dizia-me a mim e ao daniel que a incoerente não estava alí. Ficamos com pena.
Para saber o que se passou lá, o melhor era ter ido. Ou então lêr as noticias dos jornalistas, mesmo dos pseudo, como esse Aroso.
Por acaso foram ditas coisas interessantes. Diga-see até a lata do Aroso que publica no blogue do TAF (que fez uma intervenção - coerente com o que tem dito) para dizer que ninguém disse nada de jeito a não ser o Gomes Fernandes, que falou, falou, e resultou essencialmente as suas palavras de azedume ao tempo do Gomes. Criticando até o Cruarb, que como sabem foi do Pelouro dele e só depois passou para o Oliveira DIas.
Também o antónio falou e muito mais se ouviu de uma assistência muito participativa.
Assim podem aparecer na 2ª feira, no debatte da Ciência, onde o Sede estará representado.
Sobre o programa o Assis foi claro - a meio de Julho vamos tê-lo.
Já cansa essa história.

Incoerente disse...

Ok não volto à historia do programa...

realmente devia ter ido, que mais não fosse para ouvir as palavras do Traidor , que agora se senta numa bancada comprometida;
esse senhor Moreira que até já se esqueceu que é absolutista , não ele não era isto, era abstencionista ou era pensionista???..
... huahuahuahua....


agora falndo serio, da opnião do Aroso , ponho apenas em causa que o A. Burmester não tenha levantado questões serias e relevantes.

este colaborador da Baixa (A. B.) prima pela boa e objectiva oralidade, para alem, que de costume, tem as questões do urbanismo na ponta da Lingua, muito estranho que desta vez tenha falhado nos seus propositos, costuyma ser uma voz de referencia nestas questões...

por outro lado a Baixa é um Blog da Cidade. não acredito que o Aroso esteja comprometido na defesa partidaria, ou que se servisse da Baixa para esse efeito

em suma é uma pena a Baixa estar offline, doutra forma ambas as partes já teriam explicado os deferendos....

E o A. Moreira só falou e não escutou nada? ! poem-se na «coscuvilhice» com os socialista é no que dá....

Avelino disse...

Não senhora!
Sentou-se religiosamente debaixo de uma coluna de Som, junto com o TIago a ouvirem com atenção.
A única coscuvilhice deve ter sido a ausência de algum(a) incoerente que por ai anda

fortuna disse...

Essa do absolutista, digo, abstencionista é boa. A nossa incoerente não perde uma. (nossa é assim carinhoso, não é?)

fortuna disse...

E a propósito, o programa, então e o programa? ninguem divulga programas? Eu queria ler o programa do Rio,que com o treino critico que já levo vai ser tipo livro de anedotas dos herman...

Incoerente disse...

Como ainda não foram atingidos os objectivos traçados de 2001/2002 , suponho que o programa eleitoral venha propor, o prosseguimento (no alcance ) dos mesmos:

Macro estrutura - excelência no serviço publico- obras nos bairros sociais – obras nas escolas do 1º ciclo básico – centro empresarial de ramalde - introdução de metro de superfície e compatibilização dos transportes públicos – apostar na internacionalização da marca Turística PORTO – revitalizar o comercio tradicional - apoiar a SRU nos seus objectivos e cumprir as obrigações mínimas da Autarquia -

E ainda :
Defender o Hospital Maria Pia e ou centro materno infantil
Promover o restauro de edifícios
Pousada
Reutilização do transparente
Fim do Túnel de Ceuta

Mas isto assim, não tem nenhuma eficiência garantida , como vimos neste mandato houveram pelouros que ficaram completamente esquecidos , falta aqui um plano estratégico/cronológico ....

Mas a seu tempo, Fortuna, a seu tempo ...

Entretanto talvez possa arranjar o da CDU , que acham tem interesse???

AM disse...

Meus caros

Após dois dias nas Beiras (em trabalho) estou de regresso, e verifico que me tem andado a gastar o nome, mas enfim, vamos lá por ordem:

AM disse...

O comentário do Pedro Aroso n"A Baixa"

É tão poucochinho que nem merece comentários... :-)

O Arq. Pulido Valente já disse, muito bem dito, o que havia a dizer sobre este senhor:
http://www.porto.taf.net/arquivo/2005_03_13_blogporto.htm#111098936688321009
(não sei pôr links ajuda Avelino) :(

Acho muito adequada a recomendação que os anglófonos fazem a gente desta:

GET A LIFE

AMNM

AM disse...

A Cristina....

Essa de absolutista está até muito bem, pensionista é que é uma pena não ser, mas a Cristina cuide-se pois....

Dá ideia que também anda a fumar o mesmo que os artistas lá na CMP (e pelos vistos até nos SMAS).

Olhe que se abusa disso ainda acaba como o tal arquitecto de que falamos acima, que, se não foi dos fumos então deve ser roupa interior muito apertada.....

Boas
AMNM

Incoerente disse...

O que? Fumar provoca calvície ???

Não pode , isso tá comprovado???

AM disse...

Ó Cristina, eu não me referia ao vazio na área externa do crânio....

AMNM

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ achat cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ prix cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis prezzo
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis generico

Anónimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra commander
http://prezzoviagraitalia.net/ acquistare viagra
http://precioviagraespana.net/ viagra