quinta-feira, setembro 29, 2005

Apostas

Alguém se lembra das sondagens em que Rio tinha uma vantagem de 26%. Esse estudo feito em cima da corridas vale afinal o quê?

Deixo um desafio no Sede. Vamos fazer apostas dos resultados eleitorais à CMP, eu deixo já a minha:

PS - 42% PSD - 40% CDU - 7% BE - 5%

18 comentários:

TAF disse...

Será que nem a "concorrência" se preocupa em saber se isto é ou não verdade?
http://www.porto.taf.net/arquivo/2005_09_25_blogporto.htm#112791852508424275

«De: TAF - "Onde andam os jornalistas?"
Lembro este assunto que referi aqui e cujo esclarecimento me parece importante. Quem puder dar/obter alguma informação/confirmação...

"Rui Rio afirmou taxativamente que a existência de uma linha de Metro na Avenida da Boavista (a Linha Laranja) não é incompatível com a futura realização do Grande Prémio da Boavista."»

Ou é, ou não é. Mas é importante saber.

AM disse...

"Ou é, ou não é. Mas é importante saber."
Porquê?

Mas já agora (mesmo sem ser da "concorrência")
Grande Prémio da Boavista quando? Em 1958 ou em 1960?
Nem no Estoril (que tem as condições mínimas) torna a haver um Grande Prémio tão cedo...

No Estoril vai haver em Outubro (como tem havido todos os anos) um "grande prémio" histórico (com F1 antigos, mas mais modernitos que os que cá andaram) que conta para um campeonato da FIA, no fim de semana das eleições.

Só que, lá já se fazia (mesmo sem ser em ano de eleições) aqui fez-se aquilo este ano e, se acaso o Rio ganhar (livra...) pode ser que a ideia retorne em 2009, como não é a valer para nada, não há problemas com metros ou meio metros, desde que a CMP pague os alugueres dos carros e os seguros (aos estranjeiros).

AMNM

avelino disse...

Eu percebi a pergunta Tiago!
Se ele não explicou o negócio com a Metro, nem os custos, nem sequer se o projecto dessas alternativas compativeis são do Siza e Souto Moura. Menos ainda se houve concursos para os projectos.
è que se a Metro não autorizou a linha, então devia ter havido um concurso público para a execução do projecto. Que eu saiba o Souto Moura só pode fazer coisas para a linha do metro e não apara a cidade toda sem respeitar as regras (vulgo concursos).
Este também é um assunto que gostava de vêr discutido por aí.
Portanto, em plena campanha eleitoral interessa esperar mais 10 dias para vêr se depois somos totalmente esclarecidos com uma auditoria séria ao assunto, entretanto discutem-se tachos, sapatos e assim, ora no Porto, qual concurso da TVI.

avelino disse...

E tmbém percebi o reforço da pergunta do Teófilo. Mas acho que o Assis tem que se preocupar com a campanha positiva e não nos assuntos do outro

TAF disse...

Quem agora não percebeu fui eu...

1) Eu pensava, por tudo o que tinha sido dito até agora, que não era possível existir Metro na Boavista e, ao mesmo tempo, realizar um Grande Prémio.

2) RR diz agora que é. Será que isso é verdade? Ou será que se enganou ou foi enganado?

3) Se puder haver GP e Metro, do mal o menos, não é assunto especialmente relevante pois pode ter sido uma opção discutível mas, ao que parece, com impacto orçamental pequeno.

4) Se NÃO puder haver ao mesmo tempo GP e Metro, trata-se de um facto gravíssimo porque:
a) contradiria o que o Presidente da Câmara afirma;
b) deitaria por terra toda a justificação por ele apresentada para realizar as obras para o GP e o "business plan" associado;
c) tratar-se-ia de um indesmentível desbaratar de dinheiros públicos;
d) demonstraria total incompetência de gestão, pois como se compreenderia que a mesma pessoa defendesse ao mesmo tempo duas decisões completamente incompatíveis - ou teria futuramente Metro ou teria GP, nunca os dois.

Eu gostava muito de saber isto ANTES das eleições, como é evidente!
Isto não tem nada a ver com eventuais auditorias ou concursos.

AM disse...

Outra vez?

Mas qual Grande Prémio?

Não houve nem vai haver nenhum Grande Prémio (por muito que a CMP o tivesse escrito e repetido)!!!!

O que houve e pode tornar a haver com ou sem metro foi um evento mais ou menos "informal" com a presença de alguns automóveis antigos e outros actuais (GP espanhóis).

Como é evidente, os donos das carros querem é ter um local onde correr (então, no caso dos estranjas, se lhes pagarem as despesas ainda melhor) e o ACP, que deveria olhar pela legalidade destas coisas, está lá é para dar um jeitinho aos amigos.

A Talento e o Francisco Santos, vivem disto e assim, bem ou mal, lá vão fazendo o que o Cliente quiser.

Grandes Prémios actualmente?
Nem queiram saber a guerra que foi para a Inglaterra manter o seu

AMNM

Incoerente disse...

Não keria meter-me nesta discussão , ate porke não percebo nada de GP, mas à partida parece impossivel manter o GP, pelo menos da forma ke foi realizado este ano.
Pode é ser realizado nas faixas disponiveis e reduzido no circuito, agora não pode com certeza passar o metro nesse dia.

A resposta de RR nesse dia realmente levantou muitas duvidas.

O Ps podia tratar desses e doutros assuntos, esclarecer o povo e até ganhar votos com isso, digo eu...

TAF disse...

O que me preocupa não é o metro no dia da prova, mas sim a infraestrutura em si. Claro que em qq caso o metro teria que parar de circular durante alguns dias/horas, certamente, mas isso não era um problema relevante.

Incoerente disse...

sim percebo, à partida não parece possivel ke os carros possam usar o trajecto ke foi usado este ano .

perante akela afirmação, tambem fikei na duvida, nem seker se pôde aprofundar a kestão se pode realizar-se com o trajecto alterado?!Se se realiza sem alterar nada?!

Enfim ate ver a unica coisa certa é ke o metro não passa no dia do GP se houver GP...

AM disse...

"Enfim ate ver a unica coisa certa é ke o metro não passa no dia do GP se houver GP... "

Quer dizer, se o GP for só à tarde, o Metro pode passar de manhã.

Se o GP não acabar muito tarde, o metro pode passar à noite (pois, mas já não é de dia...)

E não pode passar nos intervalos do GP? (ou deixar de ser de superficie só nesse fim de semana?)

AMNM

Anónimo disse...

Só me fazem rir com essa premonição de propaganda a fazer de aposta. Deve ser para o Dr. Assis vos fazer festinhas no focinho, perdão, na cabeça. Nas votações as bandeiras distribuídas previamente para as arruaças de show-off não contam. Só contam os votos que entram e a maioria não são os das bandeiras. Ou já meteram lá alguns? O Assis vai ficar 10% atrás do Rio. E a abstenção vai chegar aos 60%. Este
é que vai ser o grande dado político. Está tudo farto de aldrabões e quanto maior for a abstenção maior será o protesto.

Anónimo disse...

Cá para mim, penso e é muito capaz que o rui deu as bandeiras aos arruaças, para se vitimizar

Copy&Paste disse...

Alguém pode explicar ao ANMN que qualquer um pode chamar Grande Prémio a uma corrida de carros sem que queira com isso dizer que é um Grande Prémio de Fórmula 1 da FIA?... Que gajo burro!...

avelino disse...

É muito claro Tiago,
Se o Metro paga uma coisa que não pode funcionar ao mesmo tempo isso é uma grave falta de respeito por todos.
MAs neste momento, a uma semana da campanha, vamos esperar pelos resultados e depois realizar auditoria devida.
Como assunto de campanha nunca seremos devidamente esclarecidos sobre o assunto.

Incoerente disse...

Ker dizer Avelino ke nos tens andado a confundir?
os assuntos de campanha não passam confusões... ke so veremos esclarecidas kando ganharem as eleições?
« ... na verdade não prometemos um parke por ano... isso foi confusão de campanha»

TAF disse...

Caro Avelino, eu é que não tenho o telemóvel dos projectistas, senão a primeira coisa que eu fazia era telefonar-lhes a perguntar se sim ou não é verdade. É simples. É sim ou é não. Não percebo essa história da auditoria a este propósito. Auditoria para quê?

AM disse...

Caro anónimo das 3.50

Porque já não há pachora

1º fale de que sabe
2º vá insultar a sua maezinha.

AMNM

avelino disse...

para saber quanto custou e quem paga e como.