segunda-feira, setembro 19, 2005

Veja para acreditar!

A usurpação

9 comentários:

Incoerente disse...

Mas há uma coisa ke não pode passar em Branco, o humor corrosivo, ke marca a alma portuense - Por favor linkem no Promessas...

J Castro disse...

Depois de carregarem no link sobre as promessas (de humor duvidoso), não se esqueçam de carregar no programa, è de um vazio constrangedor (brevemente!!!). Para quando?
É que o tempo de brincar com os eleitores, connosco os portugueses já chega!!
É indespensável avaliar o vazio desta candidatura, da falta de objectivos e arrogancia na atitude.
Não, o site do PSD/CDS não tem graça (nenhuma mesmo).
É que se estes senhores acham que governar é fazer este tipo de humor, é triste, muito triste.

Incoerente disse...

Assim o PSD não vai lá, falta um choke tecnologico, tipo uma nova programação
e tambem falta um joguinho em flash como o do partido socialista...

Pedro Aroso disse...

Quando o J. Castro escreve "É indespensável avaliar o vazio desta candidatura, da falta de objectivos e arrogancia na atitude" é importante lembrar que há partidos políticos que têm gente que trabalha, por isso não podem dar-se ao luxo de fazer campanha antes do período da Campanha Eleitoral.

Pedro Aroso

jcastro disse...

è pena é que não estandam as sessões de trabalho a debate de ideias com outros . Connosco os cidadãos do Porto. Que estejam fechados nos gabinetes a trabalhar a trabalhar como formiguinhas,mas que fiquem surdos a sugestões, ideias para novos rumos. Que não se rodeiem, que não deleguem tarefas a outros que colaborem com eles no desenhar de outra cidade. O Porto não pode nem deve ser feito por gente fechada à sociedade. É este o grande trunfo do PS, abrui-se à sociedade civil, ouviu os melhores dos melhores e consegui congregar à volta do seu projecto gente de qualidade que vai mudar o PORTO. A bem de nós os Portuenses.

Teófilo M. disse...

Não sei quem será o ideólogo da campanha, mas que ela está muito má e a roçar o absurdo, não existam dúvidas.

Incoerente disse...

Ainda a dormir?!
Então o debate de ontem?!

O Francisco Assis já começa a encarar bem as Camaras ... de televisão.

Estiveram todos muito bem , todos ao mesmo nivel ...

RS disse...

Não cara Cristina, estamos já a trabalhar.
Concordo consigo Cristina, os candidatos conseguiram demonstrar diferenças e debater ideias de uma forma correcta e foi um debate interessante. Tive pena que alguns assuntos não tivessem sido aprofundadados por falta de tempo.
O aumento da tuberculose no Porto ligada à exclusão social. O insucesso do programa "Porto Feliz". A ausencia de conteudo do Porto "cidade da ciência". A demora nos licenciamentos. A falta de investimento na cultura. A perda de nivel de vida dos cidadãos do Porto em relação aos de Lisboa.
Mas concordo que fiquei orgulhosa de termos candidatos de todos os partidos intelectualmente de qualidade. É claro que o Francisco Assis esteve melhor, tranquilo e incisivo. Tranquilo porque sabe o que quer e sabe que pode realizar os seus projectos. Desta vez tem que concordar que ele faz a diferença.
RS

Incoerente disse...

Ola Rakel , bom dia

Ainda bem ke estão a trabalhar nisso, fikei supreendida pela positiva... até com o candidato do BE.

Kt ao aumento de Tuberculose, deu em tempos uma reportagem incrivel, amarga, ke demonstrava um Porto carente de instituições para toxicomanos tuberculosos - alguns acampados no São Jão de Deus e nos terrenos da Areosa.

Por incrivel ke pareça , eram levados sem meios para hospitais, onde kase lhe negavam o auxilio; passadas duas ou tres horas da entrada nessa unidade de saude, os doentes regressavam ao acampamento, sem apoio sem nada.

A medida ke iam morrendo ou integrando programas como o Porto feliz, deixavam os barracos e tendas livres , ke eram imediatemente ocupadas por outras pessoas ke tambem ficavam contagiadas e assim sucessivamente

A equipa de Rua não tinha equipamento e reclamava a Rui Rio pelo menos Luvas, e mascaras....

Acho ke escrevi um comentario a essa reportagem chocante, mas não sei onde mora, de kalker forma o mais grave é ke ao receberem alta esses doentes vinham de autocarro... imagina...

os hospitais não podiam manter internadas tantas pessoas, alguns eram retirados dos barracos já em estado muito grave, davam -lhe injecções e regressavam de seguida ao mesmo local, durante os meses dessas reportagem eram mais os ke morriam ke os ke integravam programas.

Os blocos ke estavam de pé no São João de Deus tinham muitos acampamentos desse genero...na altura o presidente do IDCT dizia ke não sabia ke no Porto a kestão pudesse ser tão grave, só conhecia situações dessas em Lisboa...

No geral concordavam ke se tratava de um caso grave de saude publica.

Mas tambem não havia solução imediata, pelo menos ke pudesse ser da responsabilidade local.

Como disse mal um acampamento ficava livre , apareciam logo outros moradores, havia até violencia para partilha e ocupação das ruinas ou tendas.
Os hospitais não se sentiam responsaveis e akeles ke tinham responsabilidade não tinham vagas , etc etc

as instituições não tinham resultados practicos apesar de longos anos de trabalho, propunha-se na data ke os Cat tivessem sede activa nesses locais, ke os rastreios fossem localizados, tratamentos de substituição tambem no local...etc

Mas depois nunca mais ouvi falar do assunto ....

é de facto um tema importante para debate - é bom ke o PS pense nisso e tenha soluções practicas e rapidas se possivel.

Fico a aguardar