quarta-feira, setembro 07, 2005

Barbara Guimarães

Barbara Guimarães é uma rapariga do meu tempo.
Não é por isso que gosto dela, mas também.
Gosto dela porque ela gosta das igrejinhas do norte (queria casar numa delas, sair ao adro, em frente ao pelourinho...). Gosto dela porque ela também gosta do “Papillon” da Vuitton. Gosto dela porque ela também viu o “Verão Azul” (no, no nos moverás...). Tambem gosto dela porque, como eu, ela gosta e tem saudades dos verões intermináveis, de brincar e conversar ao pôr do sol, até anoitecer, jantar e voltar a brincar (e conversar, e jogar, e namorar, e...).
Mas sobretudo gosto dela porque me lembra umas revistas de fotonovelas que havia na minha infância (não sei se ainda há). As histórias eram sempre parecidas, protagonizadas por umas meninas novas e aprumadinhas, das quais uma se apaixonava por um homem mais velho, tipo tony ramos ou toni matos, cheio de laca no cabelo e fartos pêlos nas mãos (agora os homens já não têm pelos nas mãos). O homem era obviamente um farsola pretensioso e as outras meninas ficavam muito preocupadas e lá pregavam a moral conveniente. No fundo era a representação do abandono, da troca dos sonhos pela arrebatação. No fundo era o medo da perdição.
Barbara Guimarães, à semelhança de tanta e tanta gente, é uma rapariga do meu tempo que se entregou à perdição (diz que mil contos, não sei se por programa se por mês) e se deixou envolver pela laca, que segura os fios todos, quais pêlos que os homens já não têm.
A vida é assim. Uns nasceram para vivê-la, outros só para a contemplar.

19 comentários:

avelino disse...

Moral da história? Se fosse em Lisboa não votavas no homem?
A rapariga pode ser do teu tempo, mas que há diferenças há!

Incoerente disse...

A moral da historia é ke o Fortuna deve descançar mais um pouco, isto hoje está a correr-lhe muito mal.

E a das eleições postumas , não esta nada com nada, a menos ke esteja a fazer alguma especie de comparação ao Sr. Soares, mas mesmo assim ... muito fraquinho amigo Fortuna, muito fraquinho.

Incoerente disse...

Ah desculpem já percebi, so agora é ke vi , de qualquer forma informo o amigo fortuna ke de momento so faltam 149700..

fortuna disse...

Votava, votava. O que quero dizer é mesmo isso. há muitas coisas que são como são e cansa-me bastante esta permanente angustia em que vivem os portugueses desde a ascenção barrosista, desde a tanga. Como que se tivessem recuperado o fado e agora não houvesse mais nada. Precisamente nele é que votava com agrado, e já agora nela, apesar dos diversos tiros nos pés que tem dado. Porque me recuso a fazer escolhas completamente objectivas. Porque há nas escolhas de cada um toda uma subjectividade com a qual gosto de viver e pela qual gosto de ser portugues e, quero crer, socialista. Votava, não nele obviamente, mas em outro alguem, porque SIM. incluindo esse sim a ideia de que não estamos aqui de passagem, mas para viver, bem, sendo que esse bem não se reduz a questões meramente palpáveis ou materializaveis. Votava em alguem que se "borrifasse" para a voracidade produtiva que tivesse a coragem de propôr novos verões intermináveis para as nossas crianças. Nas nossas opções politicas temos tambem que ter em conta aquilo com que vivemos e principalmente aquilo que nos modela a alma. O objectivo ultimo não é sermos muito ricos, é sermos felizes.

fortuna disse...

E já agora, como dizia o outro, não confundirmos instantes de alegria com a real felicidade.

anarca azul disse...

O que tu querias da gaja sei eu...

pedro santos disse...

Estes sucias são todos iguais. gastar e não fazer nada. Porra.

joana disse...

A revistas chamavam-se capricho

Pedro Aroso disse...

Meus Amigos

Eu não vou pronunciar-me sobre a rapariga do nosso tempo "que se entregou à perdição (diz que mil contos, não sei se por programa se por mês". Mas gostaria de enaltecer o facto de, neste blog, haver gente com a frontalidade do Fortuna que, sem papas na língua, traz para o debate uma notícia que corre na Net (até à data não desmentida) e que, a ser verdade, diz tudo acerca do carácter (ou falta dele) do candidato do PS à câmara de Lisboa.

Pedro Aroso

RS disse...

Sim vale a pena saber apreciar a vida, aprecia-la com tanta veracidade como foi exposto pelo Fortuna. Sem demagogias e sem falsidades. Só quando conseguirmos ser como realmente somos é que vamos ser capazes de sermos motores de mudanças porque deixamo-nos de preocupar connosco e passamo-nos a preocupar com outros.

Incoerente disse...

Não há nada de novo neste post, todo o homem sincero lamenta não ter a sorte do Sr. Carrilho...

O Fortuna não é sincero é romantico .

fortuna disse...

Isso não, caro colega Pedro Aroso, assim não vale. Aproveitamento politico directo não vale. Note que eu nunca referi o candidato do PS à Câmara de Lisboa. Nem sequer "esta" Barbara Guimarães pode ser colada a esse candidato e a esta campanha. Lembra-se da loira burra? Tem loira burra morena, né?
The point, isto é, o fulcro da questão era a laca. E a moral, para responder ao Avelino, é a procura de uma resposta para este adormecimento colectivo que ora nos eleva ora nos diminui a todos. Interessa-me pouco se são mil ou cem contos, o que me interessa são os sinais, tantas vezes tão contraditórios, num mesmo percurso. Ou talvez não, vendo da perspectiva da laca, desta névoa que nos envolve. Para além dos mil contos, que como calcula não escrevi lá por acaso, o que é que lhe fica desta história? O que eu queria que ficasse e receio não ter conseguido é que há muitas coisas importantes na vida das pessoas, muito importantes mesmo, e no entanto estamos sempre a olhar para os mil contos.

fortuna disse...

Amiga incoerente
eu tenho pelos nas mãos, portanto, quanto à sorte do Sr. Carrilho, por aqui me fico.
No que diz respeito à sinceridade, tenho para mim que em 99% dos casos a sinceridade serve apenas para disfarçar a mediocridade. Não gosto de pessoas sinceras, e muito menos das que começam as frases por "olha, eu sou-te sincero". Só é sincero quem não tem capacidade para ser mais nada. Quanto a ser romantico, tá-se!

Incoerente disse...

Caro amigo Fortuna

Os outros países não são fadistas, porke não tem uma televisão como a nossa, com a TVI na cabo, metade do mundo era fadista.

Veja, andaram a anunciar para aí, ke os produtos em Espanha são mais baratos, o Corte Inglês esteve cheio em Vigo, o Lidel repleto de malta portuguesa enganada pela comunicação social … isto é lamentável , a malta nem viu os preços comprou e agora esta deprimida, afinal em Portugal se o preço não é igual , ainda é mais barato …

Não ker ke o povo ande deprimido, esta constantemente a ser enganado-
Chego a ter pena do governo, com estes enganos todos não há executivo ke se aguente.

Kanto à kestão ke me coloca de cariz, talvez, genético, pois bem, atrevo-me a dizer ke a Dermoestectica pode ser solução.

Ate sempre

avelino disse...

ò meu caro Pedro Aroso,

também corre na net sem desmentido que o RIo faz parte da direcção da Associação profissional dos contabilistas e saca 140 cts mês sem nunca ter ido sequer às reuniões.
Se é verdade não sei mas que corre, corre e se calhar usando esses argumentos relativamente à barbara pode ser que a coligação de direita tenha perdido um voto de um arquitecto do burgo, ou não?

Rs disse...

Não é só genético é mais hormonal!Pequena correção tecnica!

fortuna disse...

Pois é, caro Pedro Aroso, pois é. Já por ai anda muita incoerencia.

Incoerente disse...

Obrigado Raquel , nesse caso o Fortuna deve passar a tomar ao pekeno almoço a Diane 21 , ou não?!

Sempre deve ser mais barato...

Incoerente disse...

Ora Caro Avelino

Se Rui Rio faz parte da administração foi eleito para o efeito, a unica acusação relevante é o facto de o nosso presidente achar ke a sua presença só é necessaria um vez ou duas vezes por ano na referida instituição, de resto supostamente cumpre com a sua função, pelo menos dizem ke não é o primeiro mandato nesse cargo...

O caso do Dr. Filipe Menezes, em 36 reunioes de camara, compareceu a 2 e daí ?! manda o seu representante...

Uma pessoa num cargo desse tipo, kem ter a verdadeira noção da sua utilidade, tudo isto é uma kestão de imagem , por exemplo kantos euros tem gasto a comitiva socialista a melhorar a imagem de Francisco Assis nos cartazes ??

A imagem vale o ke vale e em Portugal vale muito