terça-feira, maio 24, 2005

SAMPAIO usa DOVE!

«Problema do défice é complicado e difícil»

O Presidente da República considera que o problema do défice é «complicado e difícil». Num comentário às conclusões da comissão encarregue de analisar as contas públicas nacionais, Jorge Sampaio apelou aos portugueses para o trabalho que há a fazer.
( 10:50 / 24 de Maio 05 )
O Presidente da República afirmou, esta terça-feira, que o «problema do défice é complicado e difícil».Comentando o valor de 6,83 por cento de défice apurado pela comissão independente às contas públicas nacionais, à margem da visita que efectua ao Japão, Jorge Sampaio defendeu que «todos os portugueses têm que ter consciência do muito trabalho que há a fazer».«Não podemos ter ilusões como ciclicamente aconteceu e a história de Portugal demonstra claramente, pois Portugal vive novamente uma situação difícil», afirmou."

IRRRRRRRRRRRA!

Poucos conseguiriam vêr tanta inteligência nesta declaração! Então o nosso choroso presidente que exigiu aos partidos a aprovação de um orçamento par o PSL desbaratar lava as mão como Pilatos?
Durante todo o periodo do déficite foi ou não ele o Presidente? Secundou ou não as políticas de Barroso? Instigou ou não Guterres a assumir os resultados eleitorais de umas autárquicas com ameaças veladas? Aceitou uma mudança num governo não sufragado para que Durão fugisse? Contribui para a descridibilização da Europa ao permitir que um líder fraco de um País em queda económica fosse nomeado Presidente da CE pelos conservadores?

E depois disto tudo nem uma lágrimazita? Bolas! Devo ser eu que sozinho acho estes mandatos do ruivo Sampaio uma trampa.

ass. Avelino Oliveira

Ps: não quero com a minha opinião comprometer outros sedentos por isso que fique bem claro que sou mesmo eu, Avelino oliveira, que não gosto do Sampaio nem do Sampaísmo (porque ele existe)

6 comentários:

Fortuna disse...

Avelino, por muito que me custe, e custa, tenho que te dar razão.
Abraços

RS disse...

Gostaria de não concordar contigo, mas dizer isto não ajuda em nadinha!
Que tal procurar em conjunto com o governo onde começar a cortar sem interferir com toda a gente, tanta gente capaz que o rodeia e ele até sabe ouvir.

Incoerente disse...

Voces deviam agradecer ao Simpsaio, a ele devem a desculpa que usam actualmente.

Avelino disse...

Qual desculpa - a de que o Santana nunca devia ter sido o que não foi - Primeiro ministro!
Aquilo foi como aqueles casamentos que se anulam porque não houve actos efectivos de matrimónio

Cristina disse...

essa teve mesmo graça, mas se não houve de facto actos matrimonias, o Orçamento de Estado é um filho ilegitimo...

fortuna disse...

Puseste-te a jeito amigo, muito a jeito.