sexta-feira, outubro 28, 2005

Ainda bem que recusou!

O motivo da recusa de Rui Sá para não aceitar o Pelouro da Ciência na Câmara do Porto foi:
"pouca relevância em termos de actividade".(fonte-JN)
Serão precisos mais comentários para demonstrar a minha indignação?
Raquel Seruca

11 comentários:

avelino disse...

È dificil de compreender este Rui Sá. Nada que vêr com o facto do pelouro não ter grande orçamento, nem permitir grande ordenado

Anónimo disse...

Cara Raquel: Se ler bem notícia com atenção fica a saber que não foi bem assim como diz. E sabe perfeitamente que um Pelouro da Ciência, criado de novo, numa Câmara Municipal e sem enquadramento orçamental adequado, não tem grande expressão na actividade global duma Câmara. Isso não tem nada a ver com a revelância da Ciência e das diversas disciplinas científicas. Sejamos cientificamente rigorosos. Aliás não foram propostos os meios necessários ao desenvolvimento de uma actividade relevante nesta área, pelo que a recusa é lógica.

Aliás este blog confirma a ideia, decorrente de diversas conversas com elementos do PS, de que o principal adversário do PS-Porto é o engº Rui Sá e de que, por isso, ficaram imensamente alegres com a maioria absoluta de Rui Rio.

VPMJ

Raquel Seruca disse...

Bem o orçamento é importante mas mais do que o orçamento é a capacidade de iniciativa em fazer deste pelouro um modo de fazer e construir um novo Porto. Existe por parte dos cientistas uma grande disponibilidade em participar em actividades da cidade e as parcerias se bem construidas podem ter resultados muito bons. Para além disso o Porto é considerado uma região "carenciada" na Europa e pode concorrer a fundos Europeus. Sabe Cristina para fazer um pelouro de ciência a sério no Porto e não a fantochada do Porto cidade da ciência era preciso trabalhar muito, aprender muito e fazer da ciência na cidade um pelouro sério e competitivo a nivel Europeu.

avelino disse...

confirme lá essas conversas com vários elementos do PS. Não vá algum de nós um dia destes desafia-los em eleições.

Raquel Seruca disse...

Eu não tenho nenhum preconceito contra o Rui Sá. E se alguém lhe disse que os do PS ficaram contentes com a maioria absoluta do Rui Rio ainda bem que eu não partilho dessa opinião. Porque o Francisco Assis tinha um grande projecto para o Porto e uma grande equipa. O Porto estará atento e bem a oposição construtiva que essa equipa fará e depois julgará. Peço desculpa de lhe ter chamado Cristina mas é força do habito de enós as duas entramos em BOAS discussões.

Incorente disse...

Nem seker kem defendia Rui Rio ficou alegre com esta maioria, basta observar o panorama de contentamento geral para se verificar ke se tratou de um exagero, os portuenses exageram nos votos por causa das sondagens ke davam uma aproximação a Assis - a unica coisa ke o povo não keria era o PS no Governo , vai daí deu nesta maioria

Kt a Rui Sá enfim - A pelouro dado não se olha aos dentes ....

Ate porke se não tem verbas tinha meios para depois as reivindicar , ou será ke a entrega do pelouro compra as reclamações????

Será ke ate Rui Sá nos anda a desiludir?!
Resta-nos ficar atentos à oposição...

Abrç R.S.

AM disse...

Expliquem lá, que eu agora não percebi nada:

O anónimo VPMJ também é a Cristina ?

E bora lá a mandar umas bocas nas caixas de comentários dos meus "postes" que aquilo de andar a arranjar imagens ficholas ainda dá trabalho, OK?

Boas :-)
AMNM

Anónimo disse...

Cara Raquel: Agradeço a sua resposta, embora sobre este assunto tenhamos pontos de vista diferentes.
Não sou a Cristina e até pertenço ao outro género humano oposto:) :)

VPMJ

Incoerente disse...

concluindo isto com alguma seriedade isto de atribuir pelouros a kem não esta por dentro dos assuntos, implica moras e custos de produtividade.

Mesmo ke Sá se reuni-se de uma boa equipa, na minha modesta opnião, não é uma area ke ele domine, para poder efectivamente demonstrar trabalho.

O ke me custa, enkanto votante por Rui Sá, são as justificações apresentadas

esperava ke Rui Sá admitisse ke não é esta a sua area, ke não tem conhecimentos na materia e ke portanto não podia aceitar um cargo por puro rendimento
- isto sim - agora afirmações como «pouca relevancia» ... pouca popularidade... pouco aparato;

RS disse...

Concordo mas parece que não fica bem, pelos vistos, ser capaz de dizer que a area da ciência não era a sua especialidade. Enfim. Admitir daquilo que se percebe e não se percebe é um bom começo.
Quem será o subtituto? Ou acaba-se com a ciência porque ninguém quer ficar com ela? E para além disso na maioria das vezes nem votos dá!

avelino disse...

Mas dá prémios! É como o futebol, tudo que é de sucesso no Porto a malta pimba - rejeita ou mensopreza.
Repraram como a CMP está ligada ao projecto do satélite europeu?
Repraram na ciência no discurso do Rio?
Mas já falou de cultura, com aquela maneira dele, mas falou.