quinta-feira, outubro 06, 2005

O Ambiente do Metro....


Foi notícia, há uns dias, que Oliveira Marques teria apresentado a sua demissão da empresa Metro do Porto, alegadamente por entender que ali se verificava um "mau ambiente".
Estranhamente, apenas o anúncio da sua saída terá sido suficiente para que o "ambiente" na empresa melhorasse, o que...
Terá permitido a Oliveira Marques repensar a sua posição e resolver que, afinal, já não sai...
Aguarda-se para ver agora o efeito desta reviravolta no "ambiente" da empresa.
(Longe de mim a ideia de comentar os comentários sobre as motivações de "jobs for the boys" escritos quando da sua, anunciada, saída, ou o silêncio sobre esta mudança de ideias)
António Moreira

2 comentários:

Incoerente disse...

Ei , mas afinal o ke é estas imagem?
Tamos a falar do tema das adopções ou do Metro?

Anónimo disse...

O problema dele não é comigo"


Pinto da Costa acusa Rui Rio de mentir sobre a sua relação com o FC Porto



O presidente do FC Porto acusou, esta quinta-feira, Rui Rio, que se recandidata pela coligação PSD/CDS PP à Câmara, de mentir ao afirmar que nunca teve más relações com o clube e apenas com Pinto da Costa.








"É ridículo dizer que tem um problema comigo. Não é possível ter um problema comigo, porque eu não posso ter problemas com pessoas que não conheço, ele nunca falou comigo nem eu com ele", referiu o presidente do FC Porto, comentando afirmações de Rui Rio no debate de quarta-feira à noite na RTP entre os quatro principais candidatos à Câmara do Porto.

No debate, o presidente do município portuense minimizou o seu diferendo com o FC Porto e afirmou que nunca teve problemas com o clube ou mesmo com a sua direcção.

Os problemas que existiram foram com o presidente, Pinto da Costa, afirmou.

No final de uma reunião com a coligação "Porto Capital" (PND/PPM), que tem como cabeça-de-lista João Almeida Garrett, Pinto da Costa acusou Rui Rio de "não conseguir digerir a derrota que sofreu por não ter conseguido impedir a construção do Centro Comercial Dolce Vita e, com isso, a do estádio do Dragão".

"Ele não tentou inviabilizar nenhuma casa minha, mas sim o (novo) estádio do FC Porto. O problema dele não é comigo", frisou o presidente do clube.

Pinto da Costa admitiu, esta quinta-feira, "abrir uma excepção" para comentar questões da campanha eleitoral, porque o nome do FC Porto foi focado no debate da RTP 1, que reuniu Francisco Assis (PS), Rui Sá (CDU), João Teixeira Lopes (BE) e Rui Rio (PSD/CDS-PP).

"Algumas passagens do debate lembraram-me um programa que eu gosto muito, que é o do Menino Tonecas, mas houve outra parte menos divertida que foi quando o nome do FC Porto foi focado", disse.

Pinto da Costa acusou também o actual presidente da autarquia de mentir ao afirmar que o clube, quando se sagrou campeão europeu, não foi recebido nos Paços do Concelho devido a desfasamento de datas.

"É falso. Esse desfasamento de datas existiu quando fomos campeões nacionais", precisou Pinto da Costa, lembrando que nessa altura o autarca pretendia receber o clube numa segunda-feira à tarde e o FC Porto exigiu que fosse num domingo.

"Isto para permitir que todos os adeptos pudessem participar na homenagem", disse.

Quanto à homenagem relativa ao campeonato europeu, Pinto da Costa afirmou que "nunca fomos convidados nem foi sugerida qualquer data", salientou.

"O FC Porto é o único clube da Europa que depois de ter conquistado um título europeu não foi recebido na autarquia respectiva", lamentou.



Rui Rio NÃO PARA DE MENTIR