terça-feira, outubro 25, 2005

O comunista mais PSD de Portugal

10 comentários:

Anónimo disse...

Parvoíce!
Tivesse sido ele o vosso candidato já lá nao estava o RR.

Pedro Aroso disse...

Francisco Sá Carneiro costumava dizer: "primeiro está o meu país, depois o meu partido". Parece que o Rui Sá adaptou esta ideia: "primeiro está a minha cidade, depois o meu partido". Só os socialistas é que não entendem isto. Daí o seu comportamento vergonhoso durante o último mandato. Faço votos para que Francisco Assis e a sua equipa se comportem de forma civilizada nos próximos quatro anos.

Pedro Aroso

AM disse...

O lema deste deve ser:
"Primeiro estão os meus interesses, depois a decência"

AMNM

Incoerente disse...

Realmente o Sá devia ser independente, não sei porke é ke os bons politicos continuam a arrastar as siglas partidarias.

ainda não entendi os ideais de nenhum dos partidos, ando a pedir a todos e só me enviam estatutos

José Miguel Lima disse...

Na terra do vale tudo, até a CDU pode dar cobertura ao PSD/CDS.
Rui Sá para além de incoerente, não deixa qualquer marca no pelouro do Ambiente.
Se o objectivo de tanto esforço, (se calhar nem tanto), era realizar um bom trabalho na cidade do Porto, atrevo-me a dizer que não deixa saudades.

Anónimo disse...

Foi por causa dessa mentalidade sectária que perderam as eleições e, pior, perderam mais um vereador para o PSD.

AlterEgo

Carlos Ribeiro disse...

A mentalidade sectária do PS vê-se: a única proposta para que a esquerda se apresentasse unida contra o RR foi do Assis e, portanto, do PS. Porque é que não se conseguiu concretizar?

Para que essa hipótese se tivesse posto, foi preciso passar por cima dessa aliança da CDU no anterior Executivo camarário que assegurou ao RR uma maioria absoluta - que não tinha - para o essencial das suas políticas.

... Mas também é verdade que não vale de nada estarmos aqui agora num jogo de culpas e de acusações mútuas.

Por mim, insisto que nenhum partido é dono dos votos dos eleitores e estes votam como querem. Ainda que esteja convencido que a ambígua conduta política do Rui Sá no último mandato e na campanha - onde pareceu ter como adversários preferidos mais o PS e o BE do que o PSD e o PP - ajudou à obtenção da maioria absoluta registada, não deixo de reconhecer que os portuenses votaram maioritariamente no Rio, porque o preferiram aos outros candidatos, mais do que por qualquer outra razão ou motivação lateral.

Avelino disse...

Sectária??????

Será que se sentem representados pelo Rui Sá?
Ou será que só se criticam os congressos do PCP, a falta de eleeições democráticas em voto secreto!
O Rui Sá é o bonzinho do grupo de vilões?
Desculpem lá mas tem sido um branqueamento e uma fulanização da personagem do PCP simplesmente para combater o PS.
O RUi Sá não fez nada de substantivo, nem no ambiente, nemnos bairros, nem em nada. Quem melhor sabe isto é Rio, por isso o usa. E por isso ele se deixa usar pela direita para combater uma cidade mais social, que significa uma cidade renovada e não a cidade de bairros sociais que ele disfarçadamente faz
Ainda por cima Nuno CArdoso andou a namorar com ele 4 anos na promessa que a camara podioa cair e haveria intercalares.
Sabiam quantos almoços de cacique fez RUi Sá com cada um dos líderes do PS, ou pseudo-lideres?
Sejamos sérios.....

AM disse...

Almoços Avelino???
Esta é novidade (conta, conta) :-)

AMNM

Anónimo disse...

É o boatozinho... a funcionar. O estilo é primoroso e exemplar! Conte conte!
E já agora "O RUi Sá não fez nada de substantivo, nem no ambiente, nemnos bairros, nem em nada ...» e Rui Rio é que sabia (mas pelos vsitos nunca lho disse directamente). Desde quando aqui se acredita no que o Rui Rio afirma.
Poupem-nos!