segunda-feira, outubro 10, 2005

O rescaldo!

Na verdade deixamo-nos levar no engodo de que afinal poderia o PS ganhar! Afinal o actual presidente de câmara do Porto tem a popularidade que em Lisboa dizem que ele tem. Afinal o Povo do Porto acha que ele merece a confiança do seu voto. Afinal a abstenção diminui 10% e Rui Rio subiu. Afinal em 6 meses o PS passa de 44 para 36%, ganha Sócrates e Rio. Afinal as pessoas distinguem bem as coisas e melhor ainda os votos.

Tenho a convicção que não devemos ser nós a adaptarmo-nos ao discurso que o povo deseja, mas sim a continuar a defender as nossas convicções. Ganharam outros, ganharam outra vez outros, e ganharam com a alternativa a nós. O PS não foi a alternativa a Rio, queria isso sim retomar uma visão não municipalista da cidade. O Porto, parece-me, já não se preocupa em liderar a região, nem sequer afirmar-se, pretende antes poucas mudanças e uma gestão mais ou menos equilibrada. A ambição desmesurada algumas vezes, levou a este período de nojo de grandes ideias e grandes projectos. O PS apresenta-se sempre como arauto da ambição e pela segunda vez perde com essa estratégia. Reflicta-se!
E Rio fala como as gentes do Porto, alto, desabrido e às vezes inconveniente, e por isso ganhou, não porque tenha razão, mas sim pela convicção do que diz. Ganha porque ganha, e se merecer for uma consequência da evidencia do acto, então terá merecido. Eu, pessoalmente, não merecia tal desilusão! Presunção minha dirão…
Não tenho nenhuma boa expectativa, e 4 anos estão longe!

Nós no Sede, vamos de certeza ficar por aqui, contamos com o apoio de todos para continuar a discutir o que interessa. Este espaço não surgiu para ser nenhuma voz oficial de uma candidatura, surgiu entre amigos e pronto! Na política ganha-se e perde-se, na minha opinião não como o Francisco Assis explicou – a dignidade das suas palavras, encobriu os inúmeros motivos que justificadamente afastam as pessoas dos partidos -
percebeu-se uma conjunto de novos protagonistas, que pela sua energia não mereciam este resultado. Nestes me incluo. Uma parte do PS expôs-se, uma parte que muito poucos conheciam e demonstrou uma qualidade capaz de dar esperança.
Se calhar perdemos porque este processo ainda não estava distante dos fantasmas de Gomes e Cardoso, de futebóis e constróis e de mais coisas que a malta detestou. Se clahar foi o governo, se calhar a cara do homem ou se calhar a porra de Ceuta.
Mas serviu para acalentar a esperança de um PS que pode ser bem melhor, mas que não é. Para mostrar um PSD que se refugiou no seu autocarro da vitória, mas não se apresentou em campanha nem em debate à cidade. Numa CDU invisível na sombra do seu protagonista e um bloco que ainda não tem a força que desejava ter, apesar de grande dignidade do João neste combate dificil.
Nós no Sede estaremos aqui e por lá, e só estamos aqui para lembrar (e se conseguirmos – provar) que nem todos que estão lá, merecem ser absorvidos na maralha de desprezo que às vezes se estende a todos, indiferenciadamente.
Mas também não somos “Quixotescos”, e por isso enquanto nos der a vontade e o tempo deixar, estaremos lá, lá e aqui, porque um sem outro vale menos e os dois valem aquilo que verdadeiramente somos.
Sempre reclamo a necessidade da participação cívica, a militância em partidos e outros, só assim se melhora o debate e se exige mais aos políticos – uma espécie de convite ao “amor livre” aos partidos. Quebrem-lhes as portas, e façam (não como a Rosa do Aleixo) parte dos processos desinteressadamente.
Nunca se discutiu antes o Porto como em alguns “espaços da net”, que vieram para ficar. Esses, e se continuarmos bem, nós, teremos mais força nas próximas e valeremos mais – sem duvidas, porque chegaremos a mais gente e discutiremos com mais interessados no bem da cidade e dos seus concidadãos.

Resta dar os parabéns aos vencedores e os mesmos parabéns ou maiores, aos vencidos, deles se espera o melhor.

Pela minha parte … até já, porque a sede continua.

16 comentários:

Incoerente disse...

Excelente post Avelino, mas voces vão ter ke falar para a malta ke votou em vós.

Nomeadamente para a reles da minha vizinha aki da tasca, ke hoje kase me arremeçou com o café , está furiosa e o resto dos comerciantes tambem, dizem ke até o ceu chorou , ke o Porto hoje ta preto de tristeza ... bla bla bla

Toca a animar a malta , que eu kero tomar café logo de manha...

AM disse...

E eu a julgar que toda a malta tinha ficado contente....
Afinal, mais uma vez, vai-se chegar ao fim e constatar que o Rio ganhou sem ninguém ter votado nele....

AMNM

Teófilo M. disse...

Claro que ninguém votou nele, ou votaram Rui Sá ou abstiveram-se, a senhora de Fátima (não é a de Felgueiras), é que fez o habitual milagre.

Incoerente disse...

A serio ... vou escrever sobre isso, mas uma coisa é certa Rui Rio não foi eleito pelos comerciantes , ke parecem empenhados em culpabilizar os supostos apoiates de RuiRio, hoje nem salada tive. Não é justo .

Anónimo disse...

Excelente post. Haja mais Avelinos (e já agora menos Moreiras) e o Partido Socialista será uma verdadeira alternativa, capaz de liderar o Porto para um futuro melhor...enquanto assim não for...

PVM disse...

Ó Avelino, tens a certeza que a tua casa é o PS?!
Paulo Vila Maior

avelino disse...

Tenho!

Anónimo disse...

«E Rio fala como as gentes do Porto, alto, desabrido e às vezes inconveniente, e por isso ganhou, não porque tenha razão, mas sim pela convicção do que diz.»

Não concordo! Há um oportunismo, um calculismo no que ele diz, que não tem nada a ver com "as gentes do Porto"! (Ou pelo menos comigo que sou tripeira nascida e criada em Cedofeita, ali no Carregal ;-)
manuela (dos ALIADOS )

Pedro disse...

belo post Avelino. Gostei de ler. E lá porque só há eleições daqui a 4 anos não quer dizer que devem baixar os braços. É exactamente o oposto. Toca a defender o que é melhor para a cidade, umas vezes lutando contra as decisões de Rui Rio (metro na Boavista ou obras nos Aliados, por exemplo?) e outras a apoiar (caramba, o homem também acerta em alguma coisa ;)).
É assim que se deve fazer oposição: com seriedade e honestidade. E pelo que tenho lido por aqui, o Avelino sabe fazer isso muito bem. E conto que Assis cumpra o que disse no discurso de Domingo.

PF

AM disse...

Avelino

Vamos aqui discordar
Foi a Cidade e não o PS quem perdeu.
E foi apenas Rio que ganhou
Ganhou a sua visão mesquinha da cidade, ganhou a sua visão caceteira da política.
Os partidos não ganham ou perdem pois isto não é, não deve ser, nem desporto nem negócio.
Candidataram-se diversas equipas para desempenhar uma tarefa, para prestar um serviço, 27% dos “clientes” optaram por uma das propostas, a de Rio, apenas 21% optaram pela proposta de Assis.

Tem razão a Manuela quando diz que “Há um oportunismo, um calculismo no que ele diz, que não tem nada a ver com "as gentes do Porto"! (Ou pelo menos comigo que sou tripeira nascida e criada em Cedofeita, ali no Carregal ;-)” .
Não cara Manuela, não tem nada a ver consigo (nem, já agora, comigo, nascido há quase 50 anos no H.S. António e que sempre estudei e trabalhei nesta cidade) nem sequer aceito essa ideia fácil das “gentes do Porto” (ou das “gentes” de qualquer outro local) pois felizmente o que faz a riqueza da nossa (ou de qualquer) cidade é a sua diversidade, enquanto que o que a faz pequena, mesquinha e “parola” é precisamente essa tentativa de preservação dos caracteres genéticos do “verdadeiro exemplar de tripeiro”, o que pragueja, cospe para o chão, bate na mulher e nos catraios e gosta de afirmar bem alto que “com ele é pão pão queijo queijo” ou que “com ele ninguém faz farinha” quando, na verdade, até molha as calças se um polícia lhe fala mais alto.

Há um caminho para o futuro sim Avelino, mas é feito de ambição, de ambição de construir o futuro e não de perpetuar o passado.

Vão se perder mais quatro anos? Talvez.
Mas se houver visão e ambição pode ser que sejam ganhos e não perdidos.
Se a gente séria que há no PS souber, agora, demonstrar do que é capaz.

Força
AMNM

Incoerente disse...

“verdadeiro exemplar de tripeiro”, o que pragueja, cospe para o chão, bate na mulher e nos catraios e gosta de afirmar bem alto que “com ele é pão pão queijo queijo” ou que “com ele ninguém faz farinha” quando, na verdade, até molha as calças se um polícia lhe fala mais alto.»

Como? Repita se faz favor , um verdadeiro Tripeiro é o ke tem esse tipo de atitude??? !!!!!!!!

Então a identidade do Bolhão é isso?

Não será a critica mordaz, o argumento facil, o falar serio com metaforas, as criticas musicais, os segundos sentidos????

ser Tripeiro tem alguma coisa ke ver com alcoolismo e violencia????
Vai me dizer ke as pessoas violentas e pobres são do Porto?!

Mas ke é isso... vamos a ter respeito aki pelos genes do Porto.

E já agora ate ke Rui Rio protagoniza muito bem a Indole Tripeira, o sarcasmo é uma das suas melhores kalidades, como ele Pinto da Costa, Serrão e tantos outros ...

AM disse...

Tá bem tá In-Coirenta

Dava cá uma "Valentina Loureira" de primeira água...

Já vi que o sarkasmo é uma das suas melhores Kalidades :)
(Rio, Pinto da Costa e o Serrão, hehe, e dizem mal de mim por pôr o gajo no mesmo saco do Valentim e do Avelino.... safa)

(Já agora, sorte para si o Sr. In-Coirento não ser "tripeiro", hehehe)

AMNM

Incoerente disse...

o ke gostava mesmo é ke deixassem de ver o Porto como gente rude e violenta e nos avaliassem como pessoas directas, com um sentido de humor unico, com um vocabulario digno de registo e proprio.

a critica refundida é um dos melhores bens da Cidade.

Kt ao Valetim proponho uma vista de olhos no livro do Moita Flores : a personagem - O Homem das Batatas -
segundo o autor «batata a batata, enche o homem a saca...»

Avelino disse...

Agradeço os incentivos e as especialmente as discordâncias.
Na verdade, eu conheço muito bem a candidatura do Assis, nas suas virtudes e defeitos, e olhem que não sou poucos.
Por isso já sei o que vou aturar, caciques, masi caciques, vaidades e sei lá mais o quê.
Hoje o Assis deu uma ajuda a enterrar mais o partido. Talvez os menos atentos, ou menos conhecedores não saibam.
E já agora é só perguntar aos independentes que por aqui andaram onde está o bom e o mau do PS.

Incoerente disse...

Ora o Vilão sabemos ke esta...na galp

O Bom prepara-se para por um pé em Bruxelas

E o mau anda sempre por ai kando não vai de ferias.

Mas essa reflexão cumpre talvez a V. partido, para mim o ke esta mau é disparar em todas as direcções sempre apontar ao poder, gastam muito dinheiro os socialistas...

AM disse...

Mas já agora....

O Avelino podia ajudar a esclarecer....
"Hoje o Assis deu uma ajuda a enterrar mais o partido. Talvez os menos atentos, ou menos conhecedores não saibam."


"E já agora é só perguntar aos independentes que por aqui andaram onde está o bom e o mau do PS."

Esta garanto que não é comigo por 3 razões:
1 - Não sou independente :-)
(claro que não sou militante de nenhum partido, mas, se fosse independente já estava a viver no sul de França, há muito).
2 - Não andei "por aqui" seja lá onde isso for (tenho andado mais por aí, como o outro).
3 - Quanto muito faço uma ideia do "bom" e do "mau" do PS.

Assim, venha de lá quem explique.

:)

AMNM