segunda-feira, abril 11, 2005

Câmara do Porto

O BE vem hoje tentar uma reaproximação do Partido Socialista para a Câmara do Porto.
Teixeira Lopes frisou que o BE «estará sempre aberto a uma solução que garanta uma vitória à esquerda, desde que ela se construa sobre um projecto comum de combate à corrupção e de ruptura com os poderes instalados». Mais uma vez creio ser importante contar com toda a esquerda para haver uma real força para derrotar Rui Rio nas próximas eleições. Em todo caso parece-me que não deve ser inocua a participação conivente da CDU com o actul executivo, como tal não me chocava nada ver a CDU fora desta coligação no Porto. Vamos ver quais as cenas dos próximos capitulos.

3 comentários:

Jmorais disse...

Não vai ser fácil agradar a “Gregos e Troianos”, mas as grandes vitórias começam nas grandes alianças. Não há duvidas que uma coligação de esquerda mais um reforço de independentes coloca a actual gestão da CM Porto fora dos passos do Concelho.
Mas a grande questão é esta:
Se a CDU aceitar uma coligação com o PS para as próximas eleições autárquicas, em que situação é que fica perante o actual executivo da CM Porto.
Sem duvida alguma que os próximos tempos vão ser interessantes.

Anónimo disse...

o bloco está mortinho que o PC e o PS se juntem, assim era só malhar e tinham margem de manobra para crescer mais ... adicionando o inevitavel apoio do Rui Moreira da ACP e ai é que era malhar no cego, vem logo o "paleio" do papão da direita e dos interesses, o betão e mais o betão, a esquerda velha e ultrapassada etc... ou seja o filme do costume ou antes, a cassete do costume (tão parecidos que eles andam a ficar).
o ps tem de ir sozinho sem coligações com a sociedade civil que se quiser manifestar e revoltar contra o marasmo paralisante que torna a maior cidade do noroeste peninsular cada vez mais cinzenta e pobre , só porque o poder um dia caiu no colo dum "contabilista de quiosque", um aparachik do psd lisboa, mais entretido em destribuir tachos pelos amigos, disfarçado de serviços a institutos publicos e afins, á mangedoura dos cargos etc... e desta porra ninguem fala .
e quanto ao senhor Lopes, força nas canelas e toca a chatear quem governa mal a cidade ... o enimigo é outro e o porto não é tirana nem portugal a albania ... o rio sim é parecido com o enver hoxha...
PS só ... pela cidade e pelos portuenses

JM

AM disse...

Em minha opinião há um objectivo principal, derrotar Rui Rio.
Não sei que acordos isso pode ou não implicar, mas claramente irá trazer ao de cima o que de mais "reles" tem a "politica partidária". :-(
Entendo que o executivo deveria ser, necessáriamente, eleito por maioria absoluta, com recurso a 2ª volta, se necessário.
A Assembleia Municipal, como órgão de fiscalização efectivo, deverá representar, da forma mais proporcional que seja possível, as diferentes sensibilidades dos eleitores.
Resumindo, para o executivo, as acordos (decentes) que sejam necessários para "correr com o Rio".
Para a AM, cada um por si.

A. Moreira